sexta-feira, 6 de março de 2009

Bom fim de semana !

sexta-feira, 6 de março de 2009

Nasci na cidade de São Paulo, no dia 18 de maio de 1976, às 23h30. Aos 6 anos de idade, minha família mudou-se para Batatais, no interior de São Paulo. Foi lá que descobri duas grandes paixões da minha vida: o futebol e a música

Com 10 anos, já trabalhava como garçom até altas horas da madrugada. Por um lado, essas responsabilidades me ajudaram a me tornar parte do que sou hoje. Mas por outro, acabei me envolvendo com muitas coisas "pesadas" sem ter estrutura. Por conviver com pessoas mais velhas, acabei me envolvendo com drogas, bebidas, mulheres e gangues.

Em casa as coisas também começaram a complicar. Meu pai, até então uma pessoa muito batalhadora, tornar-se gradativamente um alcóolatra. Com isso, às vezes não voltava para a casa, começou a perder dias e até semanas de serviço. Junto com o álcool, meu pai também passou a fumar muito e isso lhe trouxe sérias complicações de saúde. Quando eu tinha 14 anos, ele faleceu vítima de câncer. Então, minha mãe decidiu que mudaríamos para Lucélia, cidade próxima à Marília (SP), onde vivia a família dela. Nessa época, me afundei ainda mais no sexo ilícito, nas drogas e na bebida.

No final de 1992, um primo que há tempos eu não via veio nos visitar. Ele me convidou para vir trabalhar na sua loja de discos, na Galeria do Rock, em São Paulo. Cheguei no dia 5 de janeiro de 1993. Retornei para a cidade onde nasci bem diferente daquela criança que fui um dia.

Na época do carnaval de 1993, meu primo me convidou para assistir a um show em um local que ele me disse ser bem legal. Quando cheguei por lá com meu cigarro na boca e achando que fosse "me dar bem" com alguma menininha, fui impactado por uma outra realidade. Uma galera diferente, sem vícios e com muito amor no olhar me deu boas-vindas com uma frase que não vou esquecer: "A paz do Senhor!"

Ali, começaram os questionamentos dentro de mim. Depois vieram os sons das bandas Kadoshi (ex-Actos 2), Katsbarnea e Oficina G3. Aquelas músicas mexeram comigo, não só pelo ritmo, mas pela mensagem contida em suas letras. Quando dei por mim percebi que Deus estava falando comigo através do pastor. Naquele momento, entreguei minha vida ao Senhor Jesus e uma revolução começou a acontecer dentro de mim.

No dia 21 de junho de 2003, minha esposa Rosana e eu fomos ordenados pastores na Igreja Comunidade Cristã Evangélica Estrela da Manhã. Começou um tempo novo em minha vida, pois Deus me confirmou e fortaleceu não apenas no louvor e na música, como também no ministério pastoral. Permanecemos na Comunidade Cristã Evangélica Estrela da Manhã por três anos e meio (final de 1999 até novembro de 2003), onde fomos consagrados pastores. No mês de dezembro de 2003, nos filiamos ao ministério Missão Evangélica Shamaah, do Pr. Izaqueu Ribeiro e Pra. Sandra.

Hoje, tenho a alegria de saber que Deus me confiou mais um talento e não pretendo enterrá-lo.

PG- Faz Chover
video

0 comentários:

 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates